Gente fina é outra coisa: Lalá Noleto

Hoje o Gente fina é outra coisa vem direto da redação da revista Contigo! Lalá Noleto tem 26 anos, é dona do Blog da Lalá, trabalha muito e faz tudo com muito amor. Segundo ela, sua força de vontade que abriram portas.

Um pouco mais sobre Lalá Noleto…

Porque resolveu ter um blog?
O blog foi uma maneira que nós, da redação Contigo!, encontramos para estender a minha coluna da revista. Como lá o espaço era limitado, o blog foi uma maneira de levar conteúdo ilimitado para as nossas leitoras.

O que você faz além do blog?
O blog faz parte do meu trabalho na Contigo! online, faço também beleza para a PLAYBOY e pesquisa para autores de livros.

Quais são seus estilistas e marcas preferidas?
Sou apaixonada por Reinaldo Lourenço e Lanvin. Mas, me apaixono pela Forever 21, H&M e modelitos feitos pela minha costureira!

Como você vê seu estilo?
Sou bem girlie. Amo laços, rendas, bordados e coisas femininas. Mas, isso não quer dizer que algum dia não acorde mais rocker ou folk!

O que jamais usaria?
Em moda é perigoso falar isso! Tem dias que você olha uma coisa e acha uó. Daí 6 meses está morrendo de amores e passando o cartão de crédito para levar para casa!

Qual o maior achado no seu guarda-roupa?
Minhas roupinhas da Forever 21. Todas as vezes que elas chegam eu vejo que valeu muito o micro investimento!

Qual foi sua maior extravagância?
Minhas jóias! Sou louca por jóias! Mas, sei que são eternas e por isso não fico com a consciência pesada!

Uma atitude sempre elegante:
Sorrir! Sempre! Nada melhor do que ter pessoas bem humoradas ao redor!

Baratinho indispensável:
Cremes da Neutrogena. Odeio pele ressecada!

Se pudesse, de quem roubaria o closet?
Da Carine Roitfeld. Imagina quantas peças exclusivas ela não ganhou???

Melhor conselho fashion que já ouviu:
“Em festas importantes, seja sempre clássica. Assim, daqui 10 anos, quando olhar as fotos, não vai se sentir a mais cafona”, ouvi da Tia Dairdes, mãe da Lorena, minha grande amiga, sobre a sua escolha para os vestidos de casamento das filhas. Para mim, isso agora é regra de ouro! Deixo para ousar nas festinhas com as amigas!!

Cor do esmalte:
Doce de Leite da Colorama. Depois que usei a primeira vez não sei usar outro.

O que é essencial na sua nécessaire?
Studio Fix! Salva!!!

Objeto de desejo:
Uma bolsa Lady Dior!! Sonho com ela um dia sim e outro também!

A Lalá teve um tempinho pra responder as perguntinhas do Florença e foi uma fofa!! Obrigada!!

Fiquei de olho no blog dela que tem sempre novidades!

Anúncios

Gente fina é outra coisa: Chloë Sevigny

Chloë Sevigny vem mostrando seu estilo há uns anos nas telonas. A atriz norte-americana trabalha normalmente em filmes independentes e ficou mais conhecida após atuação no filme “Boys Don’t Cry” (1999) que lhe garantiu até indicação ao Oscar! Além disso, ela é estilista da marca Opening Ceremony e cria cada coisa fofa!…

Super alternativa, Chloë usa muitas peças que parecem ser garimpadas de brechós, totally vintages! Vestidos leves, shorts de cintura alta, blazers… E com um styling bem cuidado no red carpets, ela aposta em curtos, decotes e transparências. Tudo bem moderno e ousado!

Beauté? Sevigny aposta em makes bem cleam e é adepta assumidérrima do batom vermeeeeelho! Cabelos mega loiros e ondulados lindos!

Gente fina é outra coisa: Olivia Palermo

Estrela da série “The City” (exibido pela MTV americana e na Multishow por aqui), Olivia Palermo não só chama atenção pelo seu inigualável carisma como pelo seu estilo clássico e elegante. A americana de 23 anos é filha de um milionário do ramo imobiliário de Connecticut e foi criada entre a cidade e NY (também chegou a morar em Paris). Formada em Comunicação Social (viva os comunicólogos!) pela faculdade novaiorquina The New School, Olivia trabalha como RP da marca Diane Von Furstenberg.

Qual a telespectadora de The City que já não se perguntou por que ela tem a pele, o cabelo e o closet tão lindos? Começando pelo make, Olivia é adepta da pele iluminada. Bochechas coradas, batom cor de boca, iluminador e quilos de máscara de cílios!! Os cabelos são modelados com babyliss e através da escova e seus penteados variam entre o coque e o divido no meio com torcidinhos nas lateriais.

O closet é composto de muitas peças curingas. Também… Haja roupa pra tantos eventos e montações! Jaquetas de couro, terninhos justos com corte bem feminino, saias lápis e cintura alta, little black dresses e blusinhas lisas fáceis de combinar fazem parte. As cores? Preto, branco, cinza, cru, off white… Além de muita cintura marcada! Cintinhos mil!! Olivia nunca parece desleixada, ela é certamente tudo que todo mundo quer ser quando crescer. Claro que de básica ela não tem nada, os acessórios são seus fiéis escudeiros. Maxi colares, anéis, braceletes… Tudo pra montar um look bacana. Ah, tudo em cima do salto, tá?

Gente fina é outra coisa: Alexa Chung

No auge dos seus 26 anos, Alexa Chung esbanja bom gosto! A inglesa, que agora vive em NY, é ex-modelo e comanda o programa “It’s On With Alexa Chung”, da MTV. Amiguinha de Kate Moss, Lily Allen e Sienna Miller já era considerada It Girl e adorada da terra da rainha mesmo antes de se mudar. Habitué das listas de mais bem vestidas, aparece com frequência em capas de revistas fashion e marca presença na primeira fila dos desfiles mais importantes.

Seu estilo é famoso por misturar peças de grifes bacanérrimas com itens de brechó e outras peças vintages de maneira totalmente trendy! Uma de suas características mais marcantes são os contrastes. Ela abusa da mistura de peças delicadas com acessórios pesados, vestidos mais sexys com complementos clássicos e também do hi-lo, que consiste na junção de peças caras com peças baratas (ou conhecidas com desconhecidas) em um mesmo look. Alexa tem muita informação de moda e não é daquelas que não repete roupas ou looks inteiros, ela também é uma pessoa normal! E até por esse fato, a Mulberry criou uma bolsa chamada “Alexa” para homenageá-la por sempre usar uma bolsa da marca. O máximo, não?

A beleza é um caso à parte, nem precisa de muita coisa pra ficar bonita. O make é sempre leve, com olhos esfumados, blush rosado e boca clara (pêssego ou rosinha). Seu cabelo é sonho de consumo pra quem tem madeixas curtas!! Sempre brilhosos e bem cuidados, suas ondas lindamente bagunçadas dão um ar despojado chic!

Seus ícones fashions? As irmãs Olsen e Chloë Sevigny – que por sinal serão os próximos rostos do Gente fina é outra coisa ;).

Gente fina é outra coisa: Ale Garattoni

Estreia da coluna Gente fina é outra coisa! Pude entrevistar a fofa que fica por trás do It Girls e rendeu essa matéria aqui! 🙂

Carioca da gema com alma paulistana e moradora da cidade de São Paulo, Ale Garattoni é formada em Administração de Empresas na Universidade Cândido Mendes. Fez o curso de Jornalismo de Moda no SENAC-RJ, com a conceituada Iesa Rodrigues. A, até então, administradora sempre amou escrever e é viciada em revistas desde bem novinha. Decidiu prestar vestibular pra Economia – não sabe o porquê –, no meio do curso trocou pra Administração e se formou. Trabalhou com a Isabela Capeto, cuidando oficialmente das exportações e do financeiro da estilista. Foi então que teve a certeza quer queria a comunicação de moda pro resto de sua vida.

Foi subeditora do Glamurama e editora assistente do site RG Vogue. Como colaboradora já assinou matérias pra as revistas Vogue, RG Vogue, Elle e outras revistas. Sua experiência mais marcante foi trabalhar na Vogue e na RG. E pra quem trabalha ou quer trabalhar com moda, a revista é sempre um sonho a se atingir.

Já estando bem colocada como colaboradora, Ale criou – sem nenhuma pretensão – o blog de moda e comportamento inspirado em sua coluna no RG: o It Girls. Profissionalmente, nada dá mais prazer a ela do que escrever um post bacana e por isso traz muito mais realização pessoal do que profissional. Segundo Ale, o fato de ter 100% de liberdade editorial é uma coisa que só quem trabalha na área entende o que significa.

Ser It Girl vai além de ter apenas carisma. Ser It Girl é inspirar todo um grupo.  Qualquer coisa pode ser motivo para novos posts. A blogueira também passa muitas horas na internet, compra revistas até de países que não sabe o idioma por que é muito curiosa. A maior referência pra ela é observar tudo! Ela é do tipo que assiste um desfile com um olho na passarela e outro na platéia (ao mesmo tempo!).

Pra quem acha que não… O fator sorte é muito importante sim! Garattoni não nasceu em uma família de jornalistas nem em uma família de fashionistas. Pelo contrário, a maioria dos seus amigos e familiares trabalham em bancos ou escritórios. Sua lista de contatos começou a se constituir a partir do momento que ela iniciou seu trabalho com a Capeto, e não foi fácil. Ela passou a aproveitar cada chance, por que entrar no mercado é difícil, mas manter no mercado é mais difícil ainda. Além disso, Ale deixa claro, sem hipocrisia, que carregar o nome Vogue abre portas. E é bem mais fácil conseguir informações e fazer um trabalho mais completo quando as portas estão abertas.

Em sua vida, não existe nenhum tipo de rotina de trabalho. Além de escrever no blog, sugere pautas e recebe “encomendas” por e-mail e faz o seu trabalho (que geralmente envolve visitar lojas e ir à casa das entrevistadas).

As dicas preciosas dadas por Ale Garattoni para os estudantes de jornalismo ou moda que querem seguir a mesma carreira são: estudar, estudar e estudar. Ler o máximo que puder. Ser muito curioso. Ter um bom dicionário sempre por perto e pesquisar bastante – em tempos de internet (e Google!) não há espaço para profissionais mal-informados